813bet -O ministro Benedito Gonçalves, relator do processo contra Jair Bolsonaro (PL) no Tribunal Sup

Bolsonaro no TSE-813bet - relator acata minuta golpista e

O ministro Benedito Gonçalves,813bet - relator do processo contra Jair Bolsonaro (PL) no Tribunal Superior Eleitoral por abuso de poder e uso indevido de poder político, decidiu pela inclusão da minuta golpista no processo. Durante a retomada de seu julgamento na noite desta terça-feira (27) ele também criticou as mentiras faladas pelo ex-presidente.

Continua após publicidade

"Não é possível fechar os olhos para os efeitos antidemocráticos de discursos violentos e de mentiras que coloquem em xeque a credibilidade da Justiça Eleitoral", disse o relator durante a leitura de seu voto. 

O relator disse que leria um resumo do voto, que conta com mais de 400 páginas, para "acelerar" o processo. Se condenado neste processo, Bolsonaro pode se tornar inelegível por oito anos. 

Gonçalves abriu a sessão avisando que manteria no processo a minuta golpista encontrada na casa do ex-ministro bolsonarista Anderson Torres. A defesa de Bolsonaro queria a exclusão do documento - que traz um passo a passo de plano para um golpe de estado -  mas o ministro disse que o plenário do TSE já havia decidido em fevereiro pela sua inclusão nos autos e que o documento seria importante para a análise dos fatos em julgamento. 

O ministro defendeu ainda o direito de TSE incluir o documento ao rebater argumento de apoiadores de Bolsonaro de que a corte estaria indo contra sua própria jurisprudência, já que em 2017, havia descartado incluir novas evidências no julgamento da chapa Dilma Rousseff com Michel Temer. 

:: TSE julga se Bolsonaro fica inelegível por oito anos; veja os outros processos contra ele ::

"A admissibilidade não confronta, não revoga e não contraria a nossa jurisprudência firmada nas eleições de 2014", disse Benedito Gonçalves. 

Depois do relator, restam os votos de outros seis ministros: Raul Araújo, Floriano de Azevedo Marques, André Ramos Tavares, Cármen Lúcia, Nunes Marques e o presidente do TSE, Alexandre de Moraes.

Aliados de Bolsonaro esperam que Araújo - que no passado tomou decisões a favor do ex-presidente - peça vista do processo (prazo de 30 dias para análise, que pode ser ampliado em mais 30 dias), interrompendo o julgamento. 

:: 'Inelegibilidade é o mínimo': deputados pedem responsabilização de Bolsonaro na Justiça ::

A expectativa é que o resultado do julgamento casse os direitos políticos por oito anos do ex-mandatário, tornando-o inelegível até 2031. 
 

Edição: Rodrigo Durão Coelho


Relacionadas

  • TSE julga se Bolsonaro fica inelegível por oito anos; veja os outros processos contra ele

  • &39;Inelegibilidade é o mínimo&39;: deputados pedem responsabilização de Bolsonaro na Justiça

  • Moraes suspende julgamento de Bolsonaro no TSE; sessão será retomada na próxima terça (27)

  • O que a PF encontrou no celular de Mauro Cid sobre plano golpista?

Outras notícias

  • Do que Bolsonaro é acusado no julgamento que começa nesta quinta no TSE?

BdF
  • Quem Somos

  • Parceiros

  • Publicidade

  • Contato

  • Newsletters

  • Política de Privacidade

Redes sociais:


Todos os conteúdos de produção exclusiva e de autoria editorial do Brasil de Fato podem ser reproduzidos, desde que não sejam alterados e que se deem os devidos créditos.

Visitantes, por favor deixem um comentário::

© 2024.sitemap